2014 - Criação Integral

Abundância

 
 

“ABUNDÂNCIA” – Formato de 1 hora

Conceito Geral : Flávia Tápias / Espetáculo fragmentado em 4 partes

Coproduction : Collectif Essonne Danse – Dança en Transito
Avec le soutien de Micadanses-Paris, de la Mairie de Paris, du Centre des Récollets et de l’Institut Français. La compagnie bénéficie du soutien de la Spedidam pour la diffusion en France et au Brésil.

Parte 1 – “TOO MUCH”

Com a temática ABUNDANCIA desenvolvida por Flávia Tápias, os coreógrafos convidados pelo Grupo Tápias, Virginia García & Damián Muñoz se inspiraram nos 7 pecados capitais para a construção de TOO MUCH.
“Tengo que admitir que aunque no puedan conversar, el piojo y el mendigo se comprenden. Mejor miro para otro lado mientras la conciencia aplasta con su culo mi propia alma.Sigo excusándome: Estaba deprimida, así que tuve que robar un pájaro!”.
Coreografia: La Intrusa – Virginia García & Damián Muñoz / Interpretes: Flávia Tápias e Alexandre Bado ou Antônio Rodrigues / Produção: CDPD-RJ / Desenho de Luz: Kevin Briard / Fotografia: Renato Mangolin e Luciana Ponso / Video: Cavi Borges/Cavídeo / Figurino e Cenário: Virginia Garcia / Administração: Thomas Degas / Co- Producion: Correios em Movimento.

Parte 2 – “QUE DIA É HOJE?”

O tema a ser abordado em “Abundancia” é o surgimento do “Novo desejo”. Já vai longe o tempo em que homens e mulheres desempenhavam papéis amorosos e pessoais definidos e bem marcados. Atualmente com a crise de identidade masculina e a entrada da mulher no mercado de trabalho misturaram completamente os conceitos e transformaram a forma de os sexos se enxergarem um ao outro. Queremos abordar com OS NOVOS DESEJOS, o que mudou e o que permaneceu intacto entre o Adão e a Eva pós-modernos.
Para a abordagem dessa temática um dos textos que fez parte do processo de trabalho, do Grupo Tapias como laboratório, pesquisa e construção é o texto de Luís Fernando Veríssimo EXIGÊNCIAS DA VIDA MODERNA.
Coreografia: Flávia Tápias em colaboração com Alexandre Bado / Intérpretes: Flávia Tápias e Gaetan Jamard / Musica: Isidoro Kutno / Desenho de Luz: Kevin Briard / Produção: CDPD-RJ / Administração: Thomas Degas / Co- Produção: Rencontre Essone Danse / Apoio: Centre Recollet Paris, Istituto Frances e Marie de Paris.

As PARTES 3 E 4 estreiaram em abril de 2014 na França.

Parte 3 / Criação 2014 – “Multidão”

Uma releitura do trabalho SUDESTE.

Trabalha a ideia de multidão, de grande número de indivíduos atuando ao mesmo tempo, e coloca em cena um “apossar-se” do outro, como se esse tempo fosse também o seu tempo. Conteúdos pessoais ganham dimensões onde tudo pode ser remexido e transformado.


Coreografia: Flavia Tapias / Interpretes : Flavia Tapias, Marie Teffaine Urvoy, Gaétan Jamard, Antonio Rodrigues / Colaboração Artística: Giselle Tápias / Musica: Gabriel Fon / Iluminação: Kévin Briard / Administração : Thomas Degas/ Produção : Grupo Tapias (France) e CDPD-RJ

Coproduction : Collectif Essonne Danse – Dança en Transito
Avec le soutien de Micadanses-Paris, de la Mairie de Paris, du Centre des Récollets et de l’Institut Français. La compagnie bénéficie du soutien de la Spedidam pour la diffusion en France et au Brésil.

Parte 4 – Criação 2014 – “Corpo Estrangeiro”

Videodança

A quarta parte traz em si o desejo de dialogar com as novas mídias e tem como tema, o olhar estrangeiro desta bailarina: o deslocamento de um corpo capaz de comportar e adquirir culturas para além da sua terra natal. Um corpo impregnado da sensações de não pertencimento à um lugar, à um povo, mas cada vez mais possível através das facilidades de comunicação, deslocamentos e aparatos tecnológicos. Nos interessa o questionamento acerca da influência das redes de comunicação nas experiências e as transformações espaço/temporais trazidas pelas novas tecnologias. Ou ainda, a necessidade cada vez mais latente de necessitarmos de uma mediação para tocar a realidade.
Video: Luciana Ponso em parceria com Mauro Kury e Joana Zein / Coreografia e interpretação: Flávia Tápias/ Administração: Thomas Degas/ Produção: Grupo Tapias (France) e CDPD-RJ
Coproduction : Collectif Essonne Danse – Dança en Transito
Avec le soutien de Micadanses-Paris, de la Mairie de Paris, du Centre des Récollets et de l’Institut Français. La compagnie bénéficie du soutien de la Spedidam pour la diffusion en France et au Brésil.