Cart 0

2006

on ne se connait pas encore mai

Thomas Lebrun escolheu Carmem Miranda para inspirar este solo. Ícone da década de 30, que levou seu nome aos mais longínquos recantos do Brasil, Carmem era famosa, alegre e, aparentemente, extrovertida, porém, apesar de cantar melodias alegres, suas canções tinham letras tristes.

Concepção: Thomas Lebrun (França) 
Intérprete: Flávia Tápias
Co-produção: Danse à Lille / CDC e Collectif Essonne Danse.

On-ne-ce-connat-Mauro-Kury.jpg